20070706

Voz do dia...


Quem fez ao sapo o leito carmesim


De rosas desfolhadas à noitinha?


E quem vestiu de monja a andorinha,


E perfumou as sombras do jardim?



Quem cinzelou estrelas no jasmim?


Quem deu esses cabelos de rainha


ao girassol? Quem fez o mar? E a minha


Alma a sangrar? Quem me criou a mim?




Quem fez os homens e deu vida aos lobos?


Santa Teresa em místicos arroubos?


Os monstros? E os profetas? E o luar?



Quem nos deu asas para andar de rastos?


Quem nos deu olhos para ver os astros


- Sem nos dar braços para os alcançar?!...



Florbela Espanca, Poesia Completa

4 comentários:

Sam Well disse...

Tão curtos, os nossos braços...
Lembrei o PP que me enviaste ontem. O Universo é medonhamente vasto para a nossa insignificância...e indiferente aos nosso soluços...

avelaneiraflorida disse...

e aceitemos essa insignificância...

Ema Pires disse...

Quem deu os olhos para ver os astros?
Bonita pergunta. Sempre encontras poemas lindissos para partilhar connosco.
Um abraço amiga avelaneira

avelaneiraflorida disse...

Apenas tento transmitir o que sinto...