20070715

Bandolim II


Que sons se podem tirar destas cordas?

Que sentimentos as dedilham?

As palavras escritas na alma como ganham sonoridade?

E quem ouve?


Um bandolim, ressonante de alegrias, pode ficar triste?

As mãos, que o tocam, são afagos?

As suas cordas podem partir-se de saudade?


O que sucede a um bandolim abandonado?

Também vive de esquecimento?

Também deixa de sentir?


NUNCA SABEREI!


Mas... ELE ... SOUBE-O, COMO NINGUÉM!!!!

Foto (C) avelaneiraflorida

6 comentários:

poesiadaspiramides disse...

A musica pode trazer os acordes nostálgicos da vida ou a felicidade que paira no ar
A musica faz parte de nos do universo
***

avelaneiraflorida disse...

Poesiadas piramides,

Bem Vinda!!!!!

A Música é uma parte da nossa natureza...ainda que nem sempre nos apercebamos de tal!!!!
E, para mim, este post é muito especial!!!!
Obrigada pelo comentário!
Em breve retribuirei a visita!!!!

Blondie disse...

Mais um tesourinho Avelaneira :)
Beijocas

avelaneiraflorida disse...

E MUITO ESPECIAL! MESMO!

BJKs

Méon disse...

Comovido! Só agora/hoje/ e a esta hora tardia aqui pude vir. Guardo para amanhã uma leitura atenta e um comentário sentido.
Bj.

avelaneiraflorida disse...

Méon...


"Brigados" ...pela presença!
bj.