20081203

PINÓQUIOSSSSSSSSS...

Enquanto estamos a viver um MOMENTO HISTÓRICO...


"alguém" vem ao Jornal da televisão dizer que "NÃO está a acontecer NADA!!!!!"

Aliás:




"TUDO ESTÁ A FUNCIONAR EM PLENO"!!!!!!


e...


com um bocadinho de sorte, digo eu, ainda há uma SOBRELOTAÇÃO NAS ESCOLAS, HOJE!!!!!


Imagem©Google Images

20081202

REGRESSO(S)...

A uma cidade ao anoitecer... A uma antiga memória...
A momentos únicos da infância...

E, de súbito, o tempo sobrepôs-se a si próprio. Regressaram, intensos, pedaços de vida. A noite resguardou cores, cheiros, que já não subiam há muito à tona do sentir...
Completou-se, plena, a magia da PARTILHA!
Fotografias©Avelaneira Florida


20081201

Dia de STA PREGUIÇA!!!!!!


Até podia ser verdade...
Mas este"local não identificado" é de "ficção"!!!!!!!!
PORTANTO...
"Bora lá" aos papéis...e mais papéis....e mais papéis!!!!!!
Imagem©Google Images

20081129

Rectificações...

A propósito de um post passado... sobre JOE SORREN!!!
alguém teve a amabilidade de corrigir um erro!


A pintura que postei não era do autor indicado mas de outro...




e passei a conhecer: Mark Ryden!!!!!

Entretanto...

lá comecei a pular de sítio em sítio...



e descubro mais outro: Naoto Hattori !!!!!


Como não há duas...sem três...



Ganho mais um: Jacek Yerka!!!!!

20081125

Sentir-se...


Assim...
Uma força em imenso crescendo!!!!
Uma explosão de todas as flores!!!!!
Imagem©www.dicasdebonsai.com.br

20081124

ANO INTERNACIONAL DA BATATA

Introduzida na Europa, no século XVI pelos conquistadores espanhóis, só no século XVIII passou a integrar a alimentação humana.
No entanto, já seria plantada há 8000 anos na região do Lago Titicaca (Andes)...
Pode parecer estranho...


Mas na Assembléia Geral da ONU foi aceite, em 2005, um pedido da Organização para Alimentação e Agricultura (FAO), solicitando que se reconhecesse a batata como o alimento básico para a população mundial.

Sendo rica em vitamina C, e em potássio, a batata pode contribuir para a redução das mortes provocadas por desnutrição. Depois do ovo e do leite, este tubérculo é o terceiro alimento com maior valor biológico .

[...] das 315 milhões de toneladas produzidas anualmente, 162 milhões, mais da metade, é produzida por países em desenvolvimento[...]

Embora na Europa tenha vindo a diminuir o seu consumo tal não sucede nos países em desenvolvimento.
Um terço das batatas do mundo é produzido pela China e pela Índia.
Mas para que a produção possa resistir às mutações das pragas e desenvolver-se correctamente será preciso investir na pesquisa científica. Ainda que esta decisão não seja consensual, mesmo entre os investigadores...
2008 será , pois, o ANO INTERNACIONAL DA BATATA !!!
Imagens © Google Images
Pesquisa : Google Web

20081123

20081122

Caminhar...




sentir o dia...

partilhar as cores e texturas da natureza...


seguir , como o rio, MEMÓRIAS...
até à foz.
Fotografias©Avelaneira Florida

20081118

Vivemos sobre a terra



Vivemos sobre a terra. Apresento-te
a nossa casa, os nomes que
damos às coisas,
as honras que nos são
destinadas,
este corpo de sangue e nervos.
Sobre ele que julgamos vivo
dizes minha razão. A da vida
e a de outras coisas
que se percebem.

Os barcos retomam lentos o seu lugar
em volta de um coração marinho.


Como se morre aqui?

João Miguel Fernandes Jorge
Imagem (C) Guy Fontdeville

20081117

Em cada dia...


Porque é que este sonho absurdo
a que chamam realidade
não me obedece como os outros
que trago na cabeça?

Eis a grande raiva!
Misturem-na com rosas
e chamem-lhe vida.



Imagem (C) Rene Magritte

20081115

Memórias partilhadas...


dia dos afectos!!!!

Memórias que se tocam e que se trocam entre gerações...

Um coração imenso. Amarelo. Único, nas gotas de tinta e no traço sentido de quem o colou no muro das vivências antigas!

Risos e palavras. Em troca de apenas momentos de partilha.


OBRIGADA!!!!
Imagem(C) juanita hagberg

20081114

Calma


Na tarde...

Na mão que se enlaça
e nos acompanha no ritmo dos dias!!!!!
Imagem(C) Ferdinand Hodler

20081112

Miriam Makeba- When I've Passed On

sings for ever...MAMA AFRICA!

Tapar o sol com a peneira...


Não era este o post que aqui queria deixar hoje!!!!

Queria, e vou fazê-lo, perpetuar a memória de MIRIAM MAKEBA!!!!

Merece.E é digna de que lhe seja recordada não apenas a voz, mas a postura humana e social!!!!



Ao contrário de uns tantos...que andam por aí!!!!

Que nos fazem indignar; que nos fazem subir ao ponto mais alto do descontentamento!!!!

Que não sabem VER, OUVIR, DIALOGAR, mas que lançam no mundo da Comunicação Social as suas frases de "intensa comiseração" por aqueles, coitados, que se afastaram do "caminho do bem" e andam perdidos nas veredas negras do abismo!!!!!

Pois, coitados, tadinhos, pobres deles, que até são INVISÍVEIS!!!!!

Mesmo que se mostrem, se juntem, se manifestem, façam um intenso minuto de silêncio!!!!!

Simplesmente são uns TÍTERES, umas frágeis MARIONETAS, manipuladas pela imensa e estranha vontade de " Não Quererem TRABALHAR MAIS HORAS"!!!!!!!! Que estão a opôr-se e a afrontar" Todos quantos até querem ser AVALIADOS"!!!!!!

Com mais um bocadinho de intensa " PIEDADE" de quem do alto gere os destinos de todos estes "VILÕES" e "Mal AGRADECIDOS" , que mordem na mão que lhes dá o "PÃO DURO DE CADA DIA", será necessário " guiá-los para a BEM -AVENTURANÇA do carneirismo, da obediência cega, e mostrar-lhes a LUZ que emana de tão sábias e maternais/paternais figuras tutelares"!!!!



Até compreendo! Admirados????

Sim, COMPREENDO!!!!

E deveria sentir-me aconchegada, protegida, segura, amparada, reconfortada, bem-amada, por tanta proteccção e desvelo...

MAS, INGRATA QUE SOU!!!!

Sim. INCOMENSURAVELMENTE INGRATA!!!!!

Ao fim de 34 anos de profissão docente, não ser capaz de aceitar QUE ME DITEM O CAMINHO! QUE ME GUIEM! QUE ME EXIJAM QUE RENEGUE TUDO EM QUE SEMPRE ACREDITEI! QUE MINTA AOS MEUS ALUNOS! QUE FINJA SER QUEM NÃO SOU! QUE ACEITE FAZER UMAS COISAS PARA EFEITOS ESTATÍSTICOS E NÃO PARA ENSINAR AQUELES QUE PRETENDEM APRENDER A CONSTRUIR O SEU FUTURO!!!!



Lamento.



Não venham TAPAR O SOL COM A PENEIRA!!!!

Não finjam atirar notícias de última hora como se estivessem a falar a sério!!!!

Leiam os vossos próprios Decretos, Circulares, Portarias e verifiquem tão só o que lá vos escreveram para que assinassem!!!! Talvez de cruz!!!!

E sejam FELIZES SE PUDEREM!



Eu vou agora para a minha escola! Estão lá as pessoas que me merecem TODO O RESPEITO: os meus ALUNOS!

Imagem(C) Google Images

20081109

Dádiva...


E na tarde... o caminho nasce pela mancha de alcatrão!

A estrada ganha formas de verde e castanhos doirados de luz. O sol entre as folhas que estremecem...

Reclinam-se outeiros na luz que se desfaz no entardecer. As casas abeiram-se do recolher.Quase sombras. Quase olhos que se fecham num primeiro adormecer. E os beirais retocam-se de várias saudades do poente.

Mantas de quentes retalhos desdobram-se pelas encostas. A terra esventra-se na lâmina que lhe revolve simetricamente as leiras de futuras sementes. Premonitoriamente férteis.Cruzam-se voos no azul cimeiro,apagadas velas de moinhos guardiães do horizonte.

E a serra chama-nos.

A seus pés nascem pequenas nuvens das folhas incensadas. O aroma da tarde acera-se. A neblina tolda as primeiras luzes que piscam na incandescência do dia que se apaga.Remota águia lança o voo tardio.As escarpas afilam-se. Encurva-se a estrada.

A vinha reflui os tons ásperos de folhas secas de bagos e uveiras desprendidos. O sol agiganta-lhe os acobreados em desafio de nervuras quase calcinadas. A vinha pega fogo na quentura das suas entranhas.

As pedras sujeitam-se ao abandono. Assinalam-se no esquecimento. Aguardam novos passos. Despedem-se nas abóbadas que já se não cruzam.E entremeiam-se na partilha dos olhares.

A serra cresce. Eleva-se acima de todos os mares. Re-orienta-se pelo reflexo da Vésper.



E de tão grande... a dádiva impregna-se do maior sentir.



Fotografia(C) M.

20081108

TODOS CONTRA ...ela!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

E será que restam DÚVIDAS????
Fotografia (C) Avelaneira Florida

20081029

Ich hörte sage / Ouvi dizer

Ich hörte sage


Ich hörte sage, es sei

im Wasser ein Stein und ein Kreis

und über dem Wasser ein Wort,

das den Kreis um den Stein legt.


Ich sah meine Pappel hinabgehn zum Wasser,

ich sah, wie ihr Arm hinuntergriff in die Tiefe,

ich sah ihre Wurzeln gen Himmel um Nacht flehn.

Ich eilt ihr nicht nach,

ich las nur vom Boden auf jene Krume,

die deines Auges Gestalt hat und Adel,

ich nahm dir die Kette der Sprüche vom Hals

und säumte mit ihr den Tish, wo die Krume nun lag.


Und sah meine Pappel nicht mehr.

Paul Celan





Ouvi dizer que havia
na água uma pedra e um círculo
e sobre a água uma palavra
que dispõe o círculo à volta da pedra.

Vi o meu choupo descer para a água,
vi o seu braço mergulhar no fundo,
vi as suas raízes suplicar noite voltadas para o céu.


Não corri atrás dele,
limitei-me a apanhar do chão essa migalha
que dos teus olhos tem a forma e a nobreza,
tirei-te do pescoço o colar daquelas falas
e debruei com ele a mesa onde agora estava a migalha.

E deixei de ver o meu choupo.


in Sete Rosas Mais Tarde. Antologia Poética,

Selecção, Tradução e Introdução de João Barrento e Y.K.Centeno

Imagem (C)Friederike Kimmerle, Auge der Zeit, 2000

20081026

Assim...SIM!!!!!!!!!


A minha hora preferida está de volta!!!!!!!

Pelo menos durante a próxima metade do ano...
POSSO VOLTAR A SER EUZINHA, MOI-MÊME!!!!!!

Imagem(C) Elsita.typepad.com

20081022

Neste final de mais um dia (aqui)...



A mão esquerda e a mão direita são talvez uma só

quando se corta a água em pedaços ou quando, acima do vazio,

tudo permanece inalterável.

Nos caminhos da música movem-se as sombras daquilo que se busca,

o que vive impassível entre o claro e o escuro,

entre o que se diz e o que se escuta,

entre o limite e a plenitude. Como

poderei explicar-me sem palavras,

como podem as palavras explicar-te?

A minha mão esquerda e a tua mão direita

são talvez uma só quando as envolve a ligadura da água

ou quando, injustamente, esquecemos toda

a inquietação.

Joaquim Pessoa
in À Mesa do Amor

Imagem(C)NamJunePaik
Studio Azzurro Immagini
Vive Electa 2005

20081017

Ei-lo...

Mais uma aventura fascinante
se adivinha!!!!!!

20081012

No princípio era a água...

E ela toma conta do céu e da terra...esparge a Natureza e infiltra-se-lhe nas entranhas.
Renasce dela e liquefaz-se em gotas de verde novidade.Goteja nas paredes e nas vidraças remirando-se contra a luz. Água. Água fresca , dessedentada e perene. Filtro de vida. Berço e última morada. Charco. Nascente e leito.Margem e cascata. Eternamente fluida.
Água. Imenso mar de luzes suspensas. De sombras aterrorizantes. Densa. Profunda. Água férrea de destino benfajezo. De movediças passagens. Marcas.Movimentos. Pesos e medidas de um sempre quotidiano. Águas.
Água.

Fotografia(C) Avelaneira Florida

20081011

Uma Lisboa de outros tempos...

ou as possibilidades de rever o passado com as tecnologias do futuro!!!!
"BRIGADOS" minha querida Amiga C.T. !!!!!!!

20081009

Um dia depois...



É assim que te quero, amor,

assim, amor, é que eu gosto de ti,

tal como te vestes

e como arranjas

os cabelos e como

a tua boca sorri,

ágil como a água

da fonte sobre as pedras puras,

é assim que te quero, amada,

Ao pão não peço que me ensine,

mas antes que não me falte

em cada dia que passa.

Da luz nada sei, nem donde

vem nem para onde vai,

apenas quero que a luz alumie,

e também não peço à noite explicações,

espero-a e envolve-me,

e assim tu pão e luz

e sombra és.

Chegastes à minha vida

com o que trazias,

feita

de luz e pão e sombra, eu te esperava,

e é assim que preciso de ti,

assim que te amo,

e os que amanhã quiserem ouvir

o que não lhes direi, que o leiam aqui

e retrocedam hoje porque é cedo

para tais argumentos.

Amanhã dar-lhes-emos apenas

uma folha da árvore do nosso amor, uma folha

que há-de cair sobre a terra

como se a tivessem produzido os nosso lábios,

como um beijo caído

das nossas alturas invencíveis

para mostrar o fogo e a ternura

de um amor verdadeiro.

Fotografia (C) Avelaneira Florida

20081007

memórias da paisagem alentejana




deixadas pelo tempo...pelos homens que a habitaram!

Torre das Águias.
Fotografia(C) Avelaneira Florida

20081003

O que escreveu Dinis...

e as palavras ficaram hoje mais órfãs...
Imagens (C) Google Images

20081002

Soneto


Dois amantes ditosos fazem um único pão,

uma gota de luar sobre a erva,

ao andar deixam duas sombras que se reúnem,

deixam um único sol vazio numa cama.


De todas as verdades escolheram o dia:

não se ataram com fios mas com um aroma,

e não despedaçam a paz nem as palavras.

A ventura é uma torre transparente.


O ar, o vinho vão com os dois amantes,

a noite oferece-lhes suas pétalas ditosas,

a todos os cravos têm eles direito.


Dois amantes ditosos não têm fim nem morte,

enquanto vivem, nascem e morrem muitas vezes,

têm a eternidade que é da natureza.


Pablo Neruda
in Antologia
Selecção e Tradução de José Bento
Imagem(C) Rudi Klempert

20080929

20080928

20080927

E a tarde cai em Setembro...

no tempo ... intemporal.
Imagem(C) Webmuseum, Paris
Les très riches heures du Duc de Berry

20080926

Amaste o voo


Amaste o voo, o infinito, a chave

Invisivel da voz. E foste a própria ave,


Abrindo a cifra, a fronde dos seus medos.

Abrindo a cifra das acesas fráguas.


Lendo a secura triste dos penedos

Completaste o secreto eco das águas.


Seguiste o tocador de instrumentos

Cinzentos, sedentos. Movimentos

De aparições, tremendo ao sol dos ventos,

Contradições de cor e de agonia.


E foste o tocador dos instrumentos

No alvo espaço em cruz dos seus momentos

Teu alvo tempo e alar sabedoria.


Natércia Freire
in Poesia Completa
Imagem (C) Françoise Deberdt

20080924

Nos dias...nas horas...


a partilha do tempo.
Imagem(C) Google Images

20080922

Movimento...

E tudo dança...
num movimento encadeado,
ritmo de múltiplas espirais.
Assim corre a Vida.
E o movimento torna-se contagiante...
E cada gesto será sempre
um convite à dança.

Intensamente sentido.
Generosamente partilhado.
Fotografia (C) Hernani Pereira

20080921

Pelo dia...




Deixa dizer-te os lindos versos raros

Que a minha boca tem pra te dizer!

São talhados em mármore de Paros

Cinzelados por mim pra te oferecer.


[...]

Florbela Espanca,
Os versos que te fiz
Imagem(C) Rebecca Hardin