20080927

E a tarde cai em Setembro...

no tempo ... intemporal.
Imagem(C) Webmuseum, Paris
Les très riches heures du Duc de Berry

4 comentários:

Joaquim Moedas Duarte, disse...

Avelã:
Setembro dulcíssimo, este que nos vai sendo dado...

santiago disse...

sem vontade de blogar passo por aqui, pachorrento como boi puxando um carro ...

avelaneiraflorida disse...

Méon,

e Setembro trará SEMPRE a partilha do sentir.
Em todos os Setembros!!!!

Beijinho.

avelaneiraflorida disse...

Amigo Santiago,

e pachorrentamente a tarde discorre...
Ainda me lembro do chiar do carro de bois que atravessou a minha infância...
Som inigualável...
e a pesada submissão daqueles animais!!!!
Vá, ânimo para mais umas "blogagens"!!!!!