20070629

Orla marítima



[...]


De terra vem a água e da água a alma

o tempo é a maré que leva e traz

o mar às praias onde eternamente somos

Sabemos agora em que medida merecemos a vida


Ruy Belo
Imagem (C) Kandinsky

8 comentários:

Sam Well disse...

Leio a imagem como Penélope esperando Ulisses.
Ela foi alguém que mereceu a vida.
Palavras lindas do nosso Ruy Belo!

avelaneiraflorida disse...

Ruy Belo sabe bem como as palavras são importantes...

inês leal, 31 anos à volta do sol disse...

"onde eternamente somos"...***

avelaneiraflorida disse...

INÊS...
Para melhor merecer a VIDA!!

Professorinha disse...

E a minha alma ficou com a água... Há tanto tempo que não a vejo e sinto... Sinto-me a secar por dentro...

Ema Pires disse...

Maravilhoso poema e magnífica fotografia.
Beijinhos

avelaneiraflorida disse...

Professorinha,

sem água também não sei viver!!!! Sentir a água é algo de que nem todos são capazes!!!!!
Ainda bem que esse não é o caso!!!!Saudades ...da água, também percebo!!!!

avelaneiraflorida disse...

Querida Ema,
Obrigada pela visita.
Ainda bem que gosta...