20070621

Mar sonoro


Mar sonoro, mar sem fundo, mar sem fim.


A tua beleza aumenta quando estamos sós


E tão fundo intimamente a tua voz


Segue o mais secreto bailar do meu sonho


Que momentos há em que eu suponho


Seres um milagre criado só para mim.




Sophia de Mello Breyner Andresen

10 comentários:

papagueno disse...

Lindo, o mar sempre presente na obra de Sophia.
Beijinhos

avelaneiraflorida disse...

E em cada um de nós!!!!

Maria Faia disse...

Olá Amiga,

Que linda escolha tu fizeste...
Adorei.
O mar é meu habitat, meu refúgio e meu sentir,como genuína peixinha que sou.
O murmurar das ondas trazem-me forças renascidas.

Um grande beijinho amigo para ti.

avelaneiraflorida disse...

E vão duas peixinhas!!!!!

Como poderiamos VIVER sem o MAR??!!!

Bjks também, para ti Maria faia!!!!
E um BOM DIA!!!

inês leal, 31 anos à volta do sol disse...

bom dia!!!!

que chegue depressa o sol para mergulharmos nesses imenso milagre que é de todos e de cada um...*

avelaneiraflorida disse...

milagre...SEM DÙVIDA!

Sam Well disse...

E já ao fim do dia foi a minha vez!
Glorioso MAR!!

avelaneiraflorida disse...

O dia nunca tem fim...porque é apenas o outro lado da noite!!!!

Blondie disse...

Líndissima a fotografia!
Sempre que preciso de pensar refugiu-me na imensidão do mar. Ele é um bom conselheiro!
"Que momentos há em que eu suponho
Seres um milagre criado só para mim." É isso mesmo :)

Beijocas

avelaneiraflorida disse...

O mar tudo leva...e tudo nos devolve!!!!
Uma BOA NOITE, BLONDIE!