20080221

Olhando o dia...


Respira. O oxigénio espera da tua esfera

de cor o teu afago a tudo.

O oxigénio é meigo. Ele às vezes consegue

sair das folhas verdes sem ruído no escuro.


Como um ladrão que rouba o próprio sangue

e o leva ao inimigo assim ele anda

à procura de casa onde se aqueça

vendo que em pedra e telha a traz consigo


Respira.O oxigénio espera o teu relógio

de luz o teu sorriso claro.

O oxigénio é meigo. Ele às vezes constrói

Uma impossível casa à beira do teu lábio


Maria Alberta Menéres
in Cem Poemas Portugueses no Feminino
Imagem (C) retirada de Google Images

8 comentários:

papagueno disse...

Respirar bem fundo logo de manhã, pena que o oxigénio aqui da zona suburbana não seja lá muito puro.
bjks

avelaneiraflorida disse...

Amigo Papagueno,
Infelizmente o ser humano está a asfixiar o planeta em que vive!!!!

Mas respiremos o oxigénio das coisas belas, dos pensamentos lindos, dos sentimentos verdadeiros...
O dia ficará mais brilhante!!!!

Bjkas!!!

Fátima disse...

Amiga avelaneiraflorida,

Respirar fundo é tudo aquilo que preciso agora. Brigados pela dica, fez-me ler este poema!
Tenho um miminho para ti no meu cantinho, passa por lá.

:-) Beijinhos amigos

Victor disse...

Querida AvelaneiraFlorida
Na realidade encher o peito de ar puro logo pela manhã é alimento para o optimismo de um dia inteiro.
Bonito poema aqui connosco partilhado.
Beijinhos.

avelaneiraflorida disse...

Querida Fátima,

é tão bom respirar...sentir a VIDA!

E já "tou" a ficar "assustadita"...mas vou ao teu cantinho, sim!!!!
Bjkas!!!!

avelaneiraflorida disse...

Amigo Victor,

respirar em sintonia...com o dia...com a VIDA!!!!!!

Bjkas!

Ni disse...

Este poema foi uma bolhinha de oxigénio...


Bjinhos

avelaneiraflorida disse...

Querida Ni,

e de muitas bolhinhas fazemos um BOM DIA!!!

Bjkas!!!