20080303

A Janela e o Barco


A janela abriu-se e viu, no rio,

um barco à vela.

Janela: Leva-me contigo.

Barco: Espera tu por mim.

Janela: Fica tu comigo.

Barco: Não consigo.


E partiu

rio acima.

Embaciaram-se os vidros da janela

que soltou as cortinas

a acenar, a acenar

para a esteira de espuma do barco à vela

a escoar-se, na neblina.


Tempo passou.


O barco pois claro que voltou.

Tinha de voltar.

Mal o viu

na esquina do olhar

a janela abriu-se de par em par.


Esta história chegou

ao tempo de acabar,

mas cá para mim, disse a janela,

nunca vai terminar.

Eu sigo, disse o barco.

Eu fico, disse a janela.

E gritou:

Estás ancorado no meu olhar.

As minhas vidraças embaciadas

são o teu lugar cativo.

Para onde quer que vás

hás-de ficar

comigo.


António Torrado
in Conto Estrelas em Ti,
Coord. José António Gomes
Imagem(C) Nazario Fusco

12 comentários:

Méon disse...

Lindo!!!
De "olhos rasos de água" leio a história de um barco e de uma janela.
Metáfora perfeita da vida!

avelaneiraflorida disse...

Méon,

Esta janela fica... a vida continua, será sempre assim!!!!

Victor Nogueira disse...

Olá :-)
Há quase sempre um barco e uma porta à nossa espera. Não queres viajar até Ao Sabor do Olaher em http://osabordolhar.blogspot.com/ e participares no Convívio do Movimento e Contraste? As regras estão lá, na badana lateral.
Bjo
VM

Fátima disse...

Amiga avelaneiraflorida,

A vida é assim... o barco vai a janela fica. O barco volta e a janela espera ali onde sempre esteve.
Muito Bonito!

:-) Beijos amiga

Ad astra disse...

lindo amiga...este poema que não conhecia tocou-me mesmo
Um beijo e bom inicio de semana

papagueno disse...

Será que a janela não podia ir atrás do barco, ou terá sempre que ficar á espera que ele volte? Gosto de histórias de amor com final feliz.
Bjks

Sophiamar disse...

Uma janela aberta para um c�u azul de sonho.
Um poema, mais um, muito bonito.

Beijinhosssss

avelaneiraflorida disse...

Caro Victor,

Bem vindo a esta Mesa!!!!
Irei com todo o gosto ao seu cantinho!!!!

avelaneiraflorida disse...

Querida Fátima,

a vida tem caminhos irreversíveis...até para uma janela...ou um barco!!!
Bjkas!!!

avelaneiraflorida disse...

Querida Ad Astra,

António Torrado escreve para crianças...mas nada impede que o leiamos com a mesma paixão!!!!!

Bjkas!!!

avelaneiraflorida disse...

Amigoa Papagueno,

o final feliz ...é nas histórias de encantar!!!!
Na vida...não é bem assim!!!!!

Bjkas!!!

avelaneiraflorida disse...

Querida Sophiamar,

uma janela aberta para o sonho...

Bjkas!!!