20080510

Em tempo de recordar...


[...]



Para mais realçar a beleza do quadro, vê-se por entre um claro das árvores a janela meio aberta de uma habitação antiga mas não delapidada - com certo ar de conforto grosseiro, e carregada na cor pelo tempo e pelos vendavais do sul a que está exposta. A janela é larga e baixa; parece mais ornada e também mais antiga que o resto do edifício que todavia mal se vê...

Interessou-me aquela janela.

Quem terá o bom gosto e a fortuna de morar ali?

Parei e pus-me a namorar a janela.

Encantava-me, tinha-me ali como num feitiço.

Pareceu-me entrever uma cortina branca... e um vulto por detrás... Imaginação decerto! Se o vulto fosse feminino!... era completo o romance.

Como há-de ser belo ver o pôr do sol daquela janela!...

E ouvir cantar os rouxinóis!...

E ver raiar uma alvorada de Maio!...

[...]


Almeida Garrett
in Viagens na Minha Terra
Imagem (C) Henri Martin

14 comentários:

Méon disse...

O Vale de Santarém!
Se bem procurarmos ainda lá veremos o vulto fugidio dela...
Joaninha...

Dia bom, Avelã!

avelaneiraflorida disse...

Méon,

o vale de Santarém...o Tejo...as águas que correm...o encanto da paisagem...

Não será ficção!!! Será real!!!!

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querida Amiga, belíssimo texto... beijinhos de carinho,
Fernandinha

Maria disse...

É tempo de reler os clássicos. É sempre tempo...

Bjks!

Sophiamar disse...

Ser� a janela da Joaninha? Um dos livros mais bonitos que li.

Beijinhos

oceanus disse...

...um bom Domingo!

bjs do fundo do Oceanus

jasmimdomeuquintal disse...

Do lado d elá daquela janela, mora laguém já velho. Gasto e envelhecido pelo tempo. Perdeu-se ali esperando por alguém que prometeu voltar e não o fez. teve medo de partir, o medo infantil de sair do ponto de referência onde ele a poderia ir buscar.
Ela não partiu, ele não voltou. Sobre ele nada se sabe, sobre ela? cansaram-se os olhos de tanto nascer e põr-do-sol espreitar, de tanto vulto descurtinar.
No lado de lá daquela janela, mora a solidão...

António Inglês disse...

avelaneiraflorida

Tenha um excelente domingo, e pode ficar com a certeza de que mesmo com um silêncio mais prolongado, os amigos nunca se esquecem.
António

avelaneiraflorida disse...

Querida Fernandinha,

Brigados pela presença e pelas palavras amigas!!!!
Uma boa semana!!!!
Bjkas!!!

avelaneiraflorida disse...

Querida Maria,

Tempo é o que cada vez mais nos vai faltando!!!!!
Mas ...que possamos ler, sim!!!!
E partilhar as nossas leituras!!!!

Bjkas!

avelaneiraflorida disse...

Querida Sophiamar,

Tens razão!!! Um livro que é preciso aprender a conhecer para dele se gostar!!!!
Infelizmente, ao tornar-se OBRIGATÒRIO, passou a ser um "tormento" para os jovens ...
Hoje já desapareceu dos programas escolares...
Assim se trata a cultura!!!

Boa semana, Amiga!!!
Bjkas!!

avelaneiraflorida disse...

Oceanus,

E uma Boa semana...com mais tempo, se possível!!!!

Bjkas!

avelaneiraflorida disse...

Jasmindo meu quintal,

Mas...olhando bem pode ver-se uma luz que brilha...uma esperança que se afirma devagar até se tornar certeza!!!!

Boa semana, amiga!!!

avelaneiraflorida disse...

Amigo António,

Cada vez a correr mais...e a vida assim parece uma corrida contra relógio!!!!
Precisamos tanto de calma...de tranquilidade!!!!
Que a presença dos amigos seja o prenúncio dessa acalmia!!!!
Boa Semana, amigo!!!!
Bjkas!!