20080515

Azul...


E se, de repente,
voassem dos teus olhos
duas pombas azuis?


Então sim, poeta,
cairia pela primeira vez no mundo
o espanto da primavera completa.


José Gomes Ferreira
in Poesia III
Imagem (C) Google Images

10 comentários:

Méon disse...

As pombas que voam dos olhos dos poetas, eu a vi também nos olhos da Amada.
Acreditas?
Dia bom para ti, Avelã!

papagueno disse...

Lindo!
bjks

Angel of Light disse...

E se, de repente,
voasse, dos olhos do teu coração, uma pomba cor-de-rosa? ...

Cor-de-rosa porquê? Porque é a cor do Amor.

Gostei muito deste teu cantinho. Vim aqui parar através do Oceanus.
Já vi que gostas de pintura...

Voltarei para deixar mais um pouco da minha luz.

Beijinhos de Amor, Paz e Luz!

avelaneiraflorida disse...

Méon,

e os olhos serão SEMPRE o espelho do coração!!!!
Dia bom, também!!!!

avelaneiraflorida disse...

Amigo Papagueno,

Os poetas são tão importantes na VIDA!!!!
Que eles sejam sempre recordados!!!

Bjkas!!

avelaneiraflorida disse...

Angel of ligt,

brigados pela presença e pelas palavras!!!
Nesta Mesa de Amigos são bem vindos todos os que vêm por bem!!!!
Volta sempre!!!

Maria disse...

É tão bonito este poema do José Gomes Ferreira...

Beijinhos

Carminda Pinho disse...

Olhos, o espelho da alma.
Azul, a cor do céu e do mar.
Primavera, as flores em movimento.
O poema é lindo...

Beijos

avelaneiraflorida disse...

Querida Maria,

José Gomes Ferreira ...conheci a sua poesia desde muito cedo...
Sempre me encanta...
Bjkas!!

avelaneiraflorida disse...

Querida Carminda,

Por momentos, a Vida pode deixar-nos uma Primavera no dia mais cinzento...

Bjkas!!