20070902

Este dia...de Setembro

Foto enviada por (C) especial repórter



Oblíquo Setembro de equinócio tarde



Que se alonga e depara e vê e mira


Tarde que habita o estar do seu parado


Sol de Sul pelo sal detido




Assim o estar aqui e o haver sido


Quasi a mesma que sou no tão perdido


Morar aberto de um Setembro antigo


Com o mar desse morar em meu ouvido




Pura paixão que não conhece olvido






Sophia de Mello Breyner Andresen,



in Mar (Antologia)



14 comentários:

Ema Pires disse...

Querida amiga Avelaneira,
Ainda nao estou em casa mas estou a dar uma vista de olhos ao teu blogue. Como sempre uma data de coisas novas, interessantes e lindas.
Obrigada pelos teus comentarios uma vez mais.
Um grande abraço

avelaneiraflorida disse...

Querida Ema,

"Brigados" pela presença mesmo no meio do teu precioso tempo!!!!
Sentimos falta dos teus posts...mas sabemos que quando voltares eles aí estarão!!!!
Bom Trabalho...e algum descanso, se possível!!!!
Bjks

oceanus disse...

lindo ...lindo!

Estive ausente ...obrigada!


beijinhos do fundo do Oceanus

avelaneiraflorida disse...

Oceanus,

Bom regresso!!!
O Mar tem de aqui estar...ele faz parte de mim!!!
Bjks

R. M. Afonso disse...

Os olhos que viram esta maravilhosa água marinha, no Forte de Milreus, são os mesmos que se detêm agora, comovidamente, sobre o poema fulgurante da Sophia...

murmurios disse...

Passei e gostei...

Voltarei certamente!

Sophiamar disse...

Sophia, o Mar e a Poesia! Três paixões na minha vida entre outras que dão cor ao mundo que me rodeia.
Beijinhos

avelaneiraflorida disse...

R.M.Afonso,

Como se não poderá sentir este mar sem Sophia????

avelaneiraflorida disse...

Murmurios,

A mesa está à espera de todos os amigos!!!!

Volte sempre!!!!

avelaneiraflorida disse...

Sophiamar,

Fácil juntar estes pedacinhos de vida...ajuda-nos a VIVER!!!
Bjks

Palavras ao vento disse...

Ler Sophia de Mello B. Andresen... É um previlégio!

Obrigada pela partinha!

Bom Domingo.

Voltarei.

Maria

avelaneiraflorida disse...

Palavras ao vento,

a mesa recebe todos quanto a queiram partilhar...
Sophia é um mundo onde nos reencontramos...sempre!!!

Aguardarei que volte!

black cat disse...

Já sabes que gosto de Setembro... o final do verão, os dias mais curtos, o cheiro a terra molhada depois de um aguaceiro imprevisto...

avelaneiraflorida disse...

Black cat,

Setembro é o fim de um ciclo e o inicio de outro...como uma fénix a Mãe natureza parece morrer para depois voltar a renascer...

e as cores do outono???????

Bjks