20070926

E estamos em outra manhã...


Passavam pelo ar aves repentinas,

O cheiro da terra era fundo e amargo,

E ao longe as cavalgadas do mar largo

Sacudiam nas areias as suas crinas.


Era o céu azul, o campo verde, a terra escura,

Era a carne das árvores elástica e dura,

Eram as gotas de sangue da resina

E as folhas em que a luz se descombina.


Eram os caminhos num ir lento,

Eram as mãos profundas do vento,

Era o livre e luminoso chamamento

Das asas dos espaços fugitiva.


Eram os pinheirais onde o céu poisa,

Era o peso e era a cor de cada coisa,

A sua quietude, secretamente viva,

E a sua exalação afirmativa.


Era a verdade e a força do mar largo,

Cuja voz, quando se quebra, sobe,

Era o regresso sem fim e a claridade

Das praias onde a direito o vento corre.


Sophia de Mello Breyner Andresen,
Paisagem
Imagem(C) Benoitcolsenet-peintures

8 comentários:

Fátima disse...

Amiga,

Que bom "cheirar" toda esta Natureza logo ao acordar...
Bem escolhido!

:-) Beijinhos

Méon disse...

A verdade e a força do mar...
Sophia, sempre.
Que o teu dia D corra bem...

Ad astra disse...

E que belo inicio de manhã...
sim, tens de contr com a nossa diferença horaria.

Sophia, a minha preferida de entre todas a primeira.

Que o resto do dia assim seja...

Um beijo

Maria Clarinda disse...

A Eternamente Sophia e mais um belo poema.
Jinhos mil

avelaneiraflorida disse...

Amiga Fátima,

Se pudesse vivia eternamente na natureza viva, colorida...

Longe de cimentos , betões, caras fechadas, tristezas...

Mas como não é possível...fica o sonho!!!!
BJKs

avelaneiraflorida disse...

Méon,

Que também o teu dia seja bem inteiro e rico!!!!

COM TODO O AZUL...

UM BOM DIA!!!!!

avelaneiraflorida disse...

Amiga AD Astra,

Que OS DIAS sejam assim...

Sophia ajuda ...nós faremos o resto!!!!

UM BOM RESTO DE DIA!!!
BJKS

avelaneiraflorida disse...

Maria Clarinda,

Bem Vinda!!!!!
Que os dias sejas de um sereno outono!!!!

Esta porta está sempre aberta...
Volte SEMPRE!!!
BJKs