20080420

A pão sabem as palavras...


A pão sabem as palavras,

quando a brisa do sul nos roça a cara.

Seguro, nas duas mãos, as tuas mãos

e sob o peito (o teu, o meu), alastram ramos

transparentes que sustêm , na casa,

a trave-mestra, como se a raiz

de cada árvore nos amarrasse

as veias do destino do coração.


Graça Pires
in Cem Poemas Portugueses no Feminino

Imagem (C) Rafal Olbinski

14 comentários:

comecardenovo disse...

hoje o meu post foi sobre pão, mas d euma forma mais literal.
Bjocas e bom domingo

Méon disse...

Imagem magnífica ao lado de um poema que nos atinge em pleno!
Que belo início de Domingo... mesmo que seja já meio-dia...

papagueno disse...

Se as palavras sabem a pão tenho fome desse pão.
Um beijo e bom domingo

Maria disse...

Andava eu à procura de ler sobre palavras e encontro esta maravilha... Obrigado, Avelaneira Florida, um beijo.

avelaneiraflorida disse...

Começardenovo,

e o pão pode ter tantas formas...

Bjkas!!!

avelaneiraflorida disse...

Méon,

seja meio dia...ou meio da tarde...o pão alimenta a alma!!!!

avelaneiraflorida disse...

Amigo Papagueno,

e as palavras multiplicar-se-ão...

Bom domingo, Também!!!!
Bjkas!!

avelaneiraflorida disse...

Querida Maria,

quando procuramos...as palavras vêm ao nosso encontro!!!!
Bjkas!!!

Ni disse...

Quanto o peito é só um, as raízes são fortes e o coração não tem medo.

avelaneiraflorida disse...

Querida NI,


Sábias palavras, as tuas!!!!!

Bjkas!!!

Luna disse...

Temos de ter cuidado não com o “pão que ingerimos” mas com o que sai da nossa boca as palavras devem de ser comedidas
beijinhos

avelaneiraflorida disse...

Querida Luna,

temos todas as palavras...assim como todo o pão!!!!
Que a parcimónia e a exaltação possam ser a sua medida!!!

bjkas!

Belisa disse...

Olá
Obrigado pela sua visita e pelas suas sábias palavras.
Gosto muito de ler o que nos oferece!

Beijinhos estrelados

triliti star disse...

a pão sabem as palavras,
sabem a fel os silêncios...