20071203

De repente...manhã!


A primeira casa de que no silêncio ouvi falar.

A de outrora.De que não mais se fala. O

vácuo.


A seda de que era feito o livro.Um

fundo de Damasco lavrado de figuras

isoladas.


Não falar nunca, no silêncio, sobre a casa.

A que era própria dos sons.Casa

límpida.


para ressoarem os livros.Rever a pluma

e a escrivaninha insólitas. Na cena. Na casa

solitária.


Que volte a ser minha. Que eu alcance a

graça do lugar absurdo. Esse círculo,

ao reler.


Fiamma Hasse Pais Brandão,
Três Rostos
Imagem (C) Jon Foster

17 comentários:

Méon disse...

Depois de ter visto ontem o excelente "Câmara Clara" (RTP 2,aos Domingos à noite), este teu post é a expressão ideal do que os livros e as casas nos podem fazer sentir.
Obrigado.
Boa semana!

avelaneiraflorida disse...

Méon, Meu Amigo

Os livros e as casas podem ser um mundo!!!!

UMA BOA SEMANA, PARA TI, TAMBÉM!!!!

Black Cat disse...

Não conheço os autores, nem do texto nem da imagem, mas gostei de ambos... (estou sempre a aprender coisas contigo!)

Ad astra disse...

Os livros às vezes são casas.

multiolhares disse...

Os livros produzem no nosso âmago
Uma casa sempre em construção
Beijinhos
luna

avelaneiraflorida disse...

Querida Black Cat,

Todos aprendemos uns com os outros!!!! Eu, até com os meus "besouros" aprendo...já o contrário,enfim, veremos no final do ano!!!!!!

Bjks,AMIGA!!!

avelaneiraflorida disse...

Querida Ad Astra,

e barcos, e florestas, e montanhas...e...

Bjks, AMIGA!!!!

avelaneiraflorida disse...

Multiolhares,

Uma VERDADE indesmentível!!!!

Eu acho que não saberia viver se não lesse!!!!!!

Bjks, AMIGA!!!

avelaneiraflorida disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Maria disse...

De repente, reler Fiamma Hasse Pais Brandão, saber que as palavras sentidas são saboreadas e vividas a valer. De repente é muito bom ainda passar aqui em final de dia. Um beijinho.

avelaneiraflorida disse...

Querida Maria,

"BRIGADOS" pela tua presença!

De repente, este caminho ganhou mais cor!!!!

BJKS, AMIGA!!!!

Carminda Pinho disse...

Fiamma que há pouco tempo nos deixou fisicamente aqui lembrada por ti amiga e, muito bem.

Beijinhos

Fátima disse...

Amiga avelaneiraflorida,

A tua sensibilidade para a vida deixa-me a pensar "Tenho tanto para aprender"... Obrigada pela partilha.
Bom Poema. Foto Fantástica!

:-) Beijinhos

avelaneiraflorida disse...

Querida Carminda,

há pessoas que nunca partirão...porque aquilo que nos deixam é imortal!!!!

Bjks, AMIGA!!!

avelaneiraflorida disse...

Querida Fátima,

A vida ensina-nos todos os dias!!!!! E eu gosto de aprender!!!!Só assim vale a pena!!!
Nunca perdermos o gosto dos PORQUÊS?
Eu bem tento ensinar isso aos meus "besouros"...mas nem sempre consigo que eles vejam como é importante levantar questões, fazer perguntas...
Desculpa, alonguei-me demais!!!!

UMA NOITE BOA, PARA TI!!!!
Bjks, AMIGA!!!

Fragmentos Culturais disse...

Inolvidável e profunda Fiama!
Não vai muito tempo que Fiama saiu de sua casa...

Tens razão! Os livros e as casas encerram mundos imensos!

Um beijo

avelaneiraflorida disse...

Fragmentos culturais

Fiama será sempre uma referência!

Tal como os LIVROS! e como as CASAS!!!
Bjks!!!!!!