20071205

Certezas...no dia!!!



A pão sabem as palavras,

quando a brisa do sul nos roça a cara.

Seguro, nas duas mãos,as tuas mãos

e sob o peito (o teu, o meu), alastram ramos

transparentes que sustêm, na casa,

a trave-mestra, como se a raiz

de cada árvore nos amarrasse

as veias ao destino do coração.




Graça Pires
in Cem Poemas Portugueses no Feminino
Imagem (C) Jeffrey Jones

14 comentários:

SILÊNCIO CULPADO disse...

Lindo Avelaneiraflorida

".. e sob o peito (o teu, o meu)"... Não há distinção porque em certos momentos, mas só em certos momentos, somos capazes de olhar com os mesmos olhos e sentir com o mesmo coração.

Mas como diz o sociólogo Franco Ferrarotti a história das emoções é a história dos advérbios de tempo...

Mas eu quero sonhar, sonhar sempre, amar e acreditar que sou capaz de segurar o vento. Mas ninguém pode segurar o vento....

E há tanta coisa amarga!... Hoje escrevi sobre a prostituição no Notas Soltas. Gostava de saber a tua opinião sobre a legalização (ou não).

Cochofel disse...

Simples e tão verdadeiro. Obrigado por partilhar.

Entre linhas... disse...

As veias do destino por vezes tão traiçoeiras...nos corações frágeis.
Bjs Zita

Méon disse...

A noite fecha-se no crepúsculo mas ilumina-se destes versos.
Que a noite te seja descansada.

avelaneiraflorida disse...

Silêncio culpado,

Pode haver sintonia de corações...mas nem sempre somos capazes de o querer!!!! O ser humano tornou-se demasiado individualista para se preocupar com o coração dos outros!!!!
Irei sim ,com todo o gosto, ler o teu texto!!!!!
Bjks!

avelaneiraflorida disse...

Cochofel,

bem vindo a este espaço de Amigos!!!!
Volte Sempre!!!!!

avelaneiraflorida disse...

Amiga Zita,

mas, mesmo nos corações frágeis, podem crescer ramos floridos de esperança!!!!

Bjks!!!!!

avelaneiraflorida disse...

Méon, Meu Amigo

Que seja uma BOA NOITE!!!!

Fátima disse...

Amiga avelaneiraflorida,

Muito bonito, imagem fascinante!
Palavras bem apropriadas a sentimentos de cada um nos seus corações!

:-) Beijinhos

papagueno disse...

Palavras com sabor a pão, quentinho e com manteiga.
Beijos

avelaneiraflorida disse...

Querida Fátima,

Que melhor sentir ...senão o do coração????

Bjks, Amiga!!!!

avelaneiraflorida disse...

Amigo Papagueno,

E de repente o cheiro...a lenha a arder...o pão que sai crestado e fumegante do ventre do forno!!!!!

De facto, tempos tão próximos e tão distantes!!!!

Um resto de BOM DIA!!!!
Bjks, Amigo!

Rhiannon disse...

A pão sabem as palavras.. Bem verdade, Avelaneira.

E, por vezes, que famintos estamos


Bjo

avelaneiraflorida disse...

Querida RHIANNON,

É bem verdade!!!!!!

que as palavras saciem todas as fomes...

Bjks, Amiga!!