20071003

Canção de uma Sombra


Ah, se não fosse a névoa da manhã

E a velhinha janela, onde me vou

Debruçar, para ouvir a voz das cousas,

Eu não era o que sou.


Se não fosse esta fonte, que chorava,

E como nós cantava e que secou...

E este sol, que eu comungo, de joelhos,

Eu não era o que sou.


Ah, se não fosse este luar que chama

Os espectros à vida, e se infiltrou,

Como fluido mágico, em meu ser,

Eu não era o que sou.


E se a estrela da tarde não brilhasse;

E se não fosse o vento, que embalou

Meu coração e as nuvens, nos seus braços,

Eu não era o que sou.


Ah, se não fosse a noite misteriosa

Que meus olhos de sombras povoou,

E de vozes sombrias meus ouvidos,

Eu não era o que sou.


Sem esta terra funda e fundo rio,

Que ergue as asas e sobe, em claro voo,

Sem estes ermos montes e arvoredos

Eu não era o que sou.


Teixeira de Pascoaes

23 comentários:

Rhiannon disse...

Muito bonito o poema e que força traduz a imagem!!


Bjo

Fátima disse...

Amiga avelaneiraflorida,

Se não fosse o mar azul imenso, onde descanso o meu olhar,
Eu não era o que sou!

Lindo!

:-) Beijinho

Ad astra disse...

Ah se não fosse Teixeira de Pascoaes...eu não era o que sou.

E começar o dia desta forma, é sem dúvida uma benção

Já sabes como eu gosto dele!!!
Beijinho de bom dia

amigona avó e a neta princesa disse...

Nós somos o somatório de muita coisa! Beijos, amiga...

Méon disse...

Já tive a felicidade de ficar uma noite no Solar de Gatão,perto de Amarante, antiga casa de T Pascoaes, adaptada a turismo de habitação. Lá se preserva o espaço do poeta, tal como ele o usou.
Foi comevedor. Deu para perceber o garnde poema Marânus ( e não só...): é que a casa está virada para o Marão, imponente no horizonte.
Também tenho as minhas horas de Pascoaes. Ao lê-lo aqui no teu espaço, revivi muitas coisas.
Há uma dignidade solene nesta escrita, que nos redime da futilidade do quotidiano.
Obrigado, Avelã!

Jasmim disse...

Olá Avelã
Que lindo poema nos ofereceste e a árvore é acolhedora
obrigada

avelaneiraflorida disse...

Amiga Rhiannon,

As imagens ...e as palavras dos poetas só podem traduzir-se em emoções!!!!!


Bjks

avelaneiraflorida disse...

Amiga Fátima,

Sem o mar não sou nada! Sem azul também não!!! sem água...não vivo!!!!

UMA BOA NOITE!
Bjks

avelaneiraflorida disse...

Amiga Ad Astra,

E poderá haver quem não goste, não sinta Pascoaes?????

UMA BOA NOITE!!!!
Bjks

avelaneiraflorida disse...

Amigona avó e neta princesa,

Ainda bem que somos esse somatório...mas partilhando ainda somamos mais!!!!

Bjks para ambas

avelaneiraflorida disse...

Méon,Meu Amigo

Sou eu que agradeço a partilha dessa vivência!!!!

Quem dera poder ter idêntica oportunidade!!!!

UMA BOA NOITE PARA TI!

avelaneiraflorida disse...

Jasmim,

agradeço as palavras e vou perfumar-me um pouco até ao teu jardim...

Até já!!!!

avelaneiraflorida disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sophiamar disse...

Poesia é a brisa que me dá vida . Mantenho o hábito de ler algumas páginas de boa poesia por dia.
Tu contribuis para isso.

Beijinhos

NINHO DE CUCO disse...

Nós somos tanta coisa e ainda nos falta ser tanta coisa que não há lugar para tudo o que somos e queremos ser. Mas partilhando tudo aquilo que somos e recebendo tudo o que os outros são e querem dar, ficaremos maiores de certeza.

SILÊNCIO CULPADO disse...

Todos seriamos mais incompletos se nos faltásse qualquer um dos nossos elementos vitais. Mas acredito que uma força muito forte, que vem de dentro, suplantaria qualquer grande ausência e não deixaria de defender a nossa identidade.

avelaneiraflorida disse...

Amiga Sophiamar,

A poesia partilhada alimenta a nossa mesa de Amigos!!!!
Que ela esteja sempre presente...

Bjks

avelaneiraflorida disse...

NINHO DE CUCO,

"BRIGADOS" pela visita e pelas palavras...

Partilha é o segredo da felicidade!!!

Volte sempre!!!

avelaneiraflorida disse...

Silêncio culpado,

Mas nem sempre essa força vem quando mais precisamos...
Acreditemos, no entanto que ela virá!!!!

Bjks

Fragmentos Culturais disse...

Sabe bem reler os clássicos! Por vezes, a nossa enorme sede de leitura vai deixando para trás alguns poetas, numa divagação de novas escritas...

Prezo muito o seu cuidado em publicar continuadamente bons autores da lusa língua!

Sensibilizada pelo seu olhar em 'fragmentos'!

Jose Gonçalves disse...

Amiga
Somos o resultado de muita coisa e há muita coisa na vida que me faz ser o que sou...
Nós sabemos o que somos mas não o que podemos ser... disse Shakespeare...
Mas eu, sei o que sou ? Talvez saiba, quem sabe?
Um beijinho
José Gonçalves

avelaneiraflorida disse...

fragmentos culturais,

Tanto de nós foi "feito" pelas palavras de quem sentiu a vida antes de nós...
Porque deixar de os ouvir???
Porque deixar de continuar o seu sentir???

UM BOM DIA!!!

avelaneiraflorida disse...

Amigoa José Gonçalves,

Não foi o mesmo Shakespear que apontou a nossa condição de "actores" no palco do mundo????

Um BOM DIA!!!
BJKS