20070522

I wish...


Sê veio de água no calor da estrada

E frescura nas tardes inclementes;

E sê a liberdade encarcerada

Do perfume, na carne das sementes!


E no diamante límpido do orvalho

Ou na visão extática das fontes,

Sê grande e forte, tronco de carvalho

A dominar paisagens e horizontes.


Abrindo as asas, sobe, devagar,

Num voo sem igual, quente e profundo

Mais para além das convulsões do mar,

Ou das planícies côncavas do mundo.


Até ao pôr do Sol do novo dia,

Sem renúncia, nem mágoa nem chorar,

Entorna o mel doirado da alegria

Na milagrosa graça do pomar.

[...]

José Carlos Ary dos Santos, Ambição (excerto)
Imagem (C) Jeff Krewson

3 comentários:

Sam Well disse...

A força destes versos!... A sonoridade que JCAry dos Santos tira da conjugação das palavras!
Gostei!

papagueno disse...

"Entorna o mel doirado da alegria
Na milagrosa graça do pomar".
Lindo este poema do Ary
Boa escolha.
Jinhos

avelaneiraflorida disse...

Brigados!!!

Por isso ele está aqui ...para ser partilhado!!