20071105

SEGREDO


A poesia é incomunicável.

Fique torto no seu canto.

Não ame.


Ouço dizer que há tiroteio

ao alcance do nosso corpo.

É a revolução? o amor?

Não diga nada.


Tudo é possível, só eu impossível.

O mar transborda de peixes.

Há homens que andam no mar

como se andassem na rua.

Não conte.


Suponha que um anjo de fogo

varresse a face da terra

e os homens sacrificados

pedissem perdão.

Não peça.


Carlos Drummond de Andrade
Imagem (C) Maqueson

18 comentários:

Méon disse...

À volta há amigos atentos
que não deixam as horas passar
sem um sinal.
Há quem não veja
ou não mereça.
Mas há quem reconheça
e vibre.
Não esqueça.

Tiago R Cardoso disse...

uma nova grande escolha tanto o poema como a imagem.

Ad astra disse...

amiga Drumond de Andrade é senao o maior um dos,poetas brasileiros, ja fazia falta por aqui.
Acho mesmo que o primeiro livro de poesia que comprei foi dele, ha muitos anos ;)
Beijinho para ti

veritas disse...

Gostei muito deste momento, do confronto comigo mesma...

Bjs. Boa semana.

avelaneiraflorida disse...

Méon, MEU AMIGO

cada momento tem seu próprio momemto...
Muitas vezes escasso...
Outras, simplesmente radioso!!!!

UMA NOITE SERENA!

avelaneiraflorida disse...

Caro Tiago,

"brigados" pelas palavras gentis...

CDAndrade nem sempre é lembrado como merece!!!!

Apenas um pequeno tributo!!!!!

UMA BOA NOITE!

avelaneiraflorida disse...

Querida AD Astra,

Talvez a minha falta de tempo tenha contribuído para não deixar aqui, com a distinção que merecem, as vozes de outros poetas...

Mas, a seu tempo, o tentarei!!!!

Bjks e uma BOA NOITE!

avelaneiraflorida disse...

Amiga Veritas,

de quando em vez esse confronto é-nos necessário!
Pelo memos eu sinto-o!

Bjks

papagueno disse...

"Tudo é possível, só eu impossível". Mas lá amar eu amo!
Uma bela imagem a ilustrar o poema.
Beijinhos

myself disse...

Apesar do não - tanto - o poema é cheio como os que conheço de Drummond.

Gostei deste blogue.

Sophiamar disse...

Venho deixar-te beijinhos. Muitos. Com amizade. Estou muito cansada. Amanhã voltarei com tempo.

avelaneiraflorida disse...

Papagueno, Amigo


De que vakeria a VIDA sem AMOR????

Bjks

avelaneiraflorida disse...

Myself
Bem Vindo!!!!

CD Andrade é realmente um mundo cheio de coisas a descobrir...

VOLTE SEMPRE!!!

avelaneiraflorida disse...

Querida Sophiamar,

Bem hajas pela tua presença!
BOM REPOUSO!!!!!!

Bjks

Brancamar disse...

Cada vez que entro no teu blog é uma frescura imensa!Estás a despertar em mim uma vontade enorme de ir ao cancioneiro e relembrar as origens mais remotas da nossa poesia.
Passando ao poema aqui presente, bem mais do nosso tempo,estou de acordo contigo quando dizes que Carlos Drummond de Andrade nem sempre é lembrado como merece.Mas, a história da literatura sempre lhe fará justiça.

avelaneiraflorida disse...

Brancamar , Amiga,

Eu bem quereria ter posto aqui neste cantinho muitas das cantigas de Amigo...que lhe deram o nome!!!!

No entanto, fui-me deixando ir ao sabor do sentir...
No entanto elas não estão esquecidas!Nem poderiam! Fazem parte do meu reino....

CDAndrade é um outro cantar...mas que merece igual distinção!!!!

"BRIGADOS" pelas palavras gentis...

Bjks

Carminda Pinho disse...

Pois se é segredo...não digo.:)
Beijinhos

avelaneiraflorida disse...

Querida Carminho,

Como na Infância...os segredos que faziam rir...as gargalhadas...o esconde-esconde...

Bjks