20080618

A exegese de um sentimento


Estão os pássaros laboriosamente construindo

em meio deste dia as paredes de uma tarde antiga.

Começa-lhes no bico aquela alegria

onde eu corria de canto para canto

e andava dentro dela de janela em janela.


Quem me trouxe de novo até à minha casa?


Podem calar-se os pássaros inúteis.


Ruy Belo
in Todos os Poemas I
Imagem (C) Evelina Oliveira

6 comentários:

Maria disse...

Bom poema para uma manhã. Ruy Belo e os voos dos homens. Beijinhos e um dia bom para ti, Avelaneira Florida.

Ema Pires disse...

Há muitos "pássaros" que estariam melhor caladinhos.
Bonito poema e lindas imágens.
Bjs

Méon disse...

Ruy Belo! Nos 30 anos da sua morte, recordá-lo-emos sempre!
Bjnhs

avelaneiraflorida disse...

Querida Maria,

e o dia aí está!!!
Que seja um BOM DIA!!!

Bjkas!!!

avelaneiraflorida disse...

Querida Ema,

assim é...mas deixemos que a manhã se encha de brilho!!!!
Os verdadeiros pássaros agradecerão!!

bjkas!

avelaneiraflorida disse...

Méon,

e sempre será pouco para este poeta!!!!
Um dia bom para ti!!!!